30 de agosto de 2013

Livro: The Land of Stories - The Wishing Spell

Hoje venho falar-vos de um livro que me conquistou completamente. Porquê? Porque eu sempre gostei de contos de fadas. E como é que eu podia não gostar? São o tipo de história do qual a maioria das meninas gosta, principalmente as que, como eu, são meninas dos papás (pois é eu sou um bocadinho mimada).

Mas chega de divagar, o livro de que falo é o The Land of Stories - The Wishing Spell (em português deve ser qualquer coisa como A Terra das Histórias - O Feitiço do Desejo), escrito pelo fofo Chris Colfer, ator, cantor e escritor, mais conhecido pelo seu papel na série Glee, como Kurt Hummel e ilustrado pelo Brandon Dorman.

Na foto da esquerda a capa exterior, na foto da direita a capa interior. 

O livro tem duas capas uma exterior, de papel com uma ilustração hiper fofa que remete para diferentes histórias já nossas conhecidas e uma capa interior verde, de um material que faz lembrar os livros antigos, com o título na lombada, a letras douradas, e, para completar, o tipo de letra utilizado e o papel envelhecido são a cereja no topo do bolo do estilo vintage do livro. Resumindo: eu compraria-o só pelo aspeto visual, nem que fosse só para decorar a prateleira! Parabéns ao ilustrador fez um óptimo trabalho!!

Mas o que interessa mesmo, é vocês ficarem a conhecer um pouco da história e por isso aqui vai a sinopse.
Mapa da Land of Stories

Alex e Conner Bailey são dois irmãos gémeos que cresceram a ouvir as histórias maravilhosas contadas pelo pai e pela avó paterna. Quando, no seu aniversário, a avó lhes oferece o livro onde todas essas histórias estão reunidas, eles não têm a mínima ideia de que estão prestes a entrar na terra onde todos esses contos de fadas são reais: The Land of Stories, um sítio que fica para além da imaginação de qualquer um.
Mas, quando chegam a este sítio magnífico, eles descobrem que as histórias que eles conhecem tão bem ainda não terminaram nesta terra mágica, pois, por exemplo, a Goldilocks é uma fugitiva procurada em todos os reinos, a Red Riding Hood tem o seu próprio reino e a Cinderella, ou melhor, a Queen Cinderella está prestes a tornar-se mãe.
Por saberem que não pertencem àquele lugar (ou assim pensavam eles), os gémeos sabem que têm de voltar para casa de alguma maneira, e por isso começam a procurar os itens necessários à realização de um feitiço que lhes permitirá pedir um desejo. Só que a Evil Queen também anda à procura dos itens para fazer o mesmo feitiço e fará de tudo para impedir os irmãos de serem bem sucedidos na sua missão.
É tudo isto e muito mais que faz com que esta história leve os leitores a uma jornada emocionante repleta de magia e aventura a cada página.

Agora, que já conhecem um pouco da história espero que tenham ficado tentados a lê-la porque vale muito a pena. Para finalizar, quero fazer algumas observações. Primeiro, eu li o livro em inglês e não sei se já está traduzido para português, o que remete para a segunda observação, pois como puderam ver, eu não traduzi os nomes das personagens por achar que alguns soam melhor em inglês do que em português e não iria traduzir uns e os outros não.

Por último, mas não menos importante, quero agradecer e mandar um beijo grande à minha amiga Poim por me ter dado a conhecer o livro, por mo ter emprestado e por me ter deixado fotografá-lo e falar dele aqui.
Ahh!! Quase me esquecia de dizer que o próximo livro The Land of Stories - The Enchantress Returns já está publicado e ambos os livros estão disponíveis no formato e-book.

1 de agosto de 2013

Filmes para ver (ou rever) nas férias

Devo ser a blogger mais desleixada do mundo mas estou aqui para me redimir. Hoje vou apresentar cinco sugestões de filmes musicais para ver (ou rever) até ao fim das férias de verão e se alguém quiser sugerir mais algum é só deixar nos comentários. Para quem não quiser ver os filmes sozinha sugiro que chame as amigas e faça uma sessão de cinema muito divertida.

1. Burlesque

O filme conta a história de Ali (Christina Aguilera), uma rapariga de uma pequena cidade e com uma voz magnífica que vai para Los Angeles para seguir os seus sonhos. Chega por acaso ao The Burlesque Lounge, um teatro majestoso mas em decadência, onde é exibido um musical fantástico e lá é contratada como empregada de mesa por Tess (Cher), dona e administradora do teatro.
Os figurinos exuberantes e a coreografia ousada do Burlesque conquistam Ali, que promete, que um dia, também ela subirá ao palco do teatro. Desde o início, Ali fica amiga de uma bailarina (Julianne Hough), provoca o ciúme de Nikki (Kristen Bell), uma bailarina desequilibrada e conquista o amor de Jack (Cam Gigandet), barman e músico do teatro. Com a ajuda de um cenógrafo inteligente (Stanley Tucci) e de um apresentador de números transsexuais (Alan Cumming), Ali passa do bar para o palco e, com a sua voz espetacular ajuda a recuperar a antiga glória do The Burlesque Lounge, mas só depois de um empresário carismático (Eric Dane) ter aparecido com uma proposta muito tentadora...


2. Mamma Mia!

Mamma Mia! é a adaptação cinematográfica da peça musical homónima e é baseado nas canções do grupo sueco ABBA.
A história centra-se na jovem noiva, Sophie (Amanda Seyfried) que quer encontrar o seu verdadeiro pai antes do grande dia. Para tal, convida Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Harry Bright (Colin Firth) e Bill Anderson (Stellan Skarsgard), para o seu casamento. É que sem o conhecimento da mãe, Sophie leu os seus diários antigos e descobriu que um destes três homens pode ser o seu pai, e mesmo não sabendo qual deles é, quer que eles partilhem este momento de felicidade ao lado dela, só que a reação da sua mãe, Donna (Meryl Streep) quanto a isso, não é das melhores.


3. High School Musical


Este é o primeiro filme da triologia High School Musical produzida pelo canal Disney Channel e tem com protagonistas Troy (Zac Efron), Gabriella (Vanessa Hudgens), Sharpay (Ashley Tisdale), Ryan (Lucas Grabeel), Chad (Corbin Bleu) e Taylor (Monique Coleman). 
Neste filme Troy, o popular capitão da equipa de basquetebol e Gabriella, a linda e inteligente membro do clube académico, vão contra tudo e todos quando decidem participar no casting para o musical da escola. Ao tornarem o seu sonho realidade, irão aprender que nada é melhor do que serem eles próprios, trabalharem em equipa e aceitarem-se uns aos outros como são.
Dica: Depois de assistir ao primeiro, vale a pena ver os restantes filmes da triologia.



4. Camp Rock

Camp Rock é um filme com a assinatura do canal Disney Channel e protagonizado pelos Jonas Brothers e pela Demi Lovato.
A história gira em torno de Mitchie (Demi Lovato), uma jovem artista que se quer tornar uma cantora profissional. Mitchie quer ir para o acampamento musical "Camp Rock", mas a sua família não pode pagar a sua ida, até que a sua mãe arranja um emprego de cozinheira no acampamento, permitindo que Mitchie vá com ela. Mitchie tem vergonha que a sua mãe seja a cozinheira e por isso tenta esconder esse fato dos seus amigos. Ao mesmo tempo, o pop star Shane Gray (Joe Jonas) é convocado pelos seus colegas de banda, Jason (Kevin Jonas) e Nate (Nick Jonas), para dar aulas de dança no acampamento durante o verão, pois o seu comportamento não tem sido o melhor. É então que durante uma fuga das fãs, Shane escuta Mitchie a cantar e apaixona-se pela sua voz. Como não sabe a identidade da cantora decide procurá-la. Desde então, Shane e Mitchie interagem diversas vezes e quando ele vê que a voz lhe pertence, iniciam um romance.
Dica: Depois de assistir a este, vale a pena ver o Camp Rock 2: The Final Jam.


5. Pitch Perfect

Beca (Anna Kendrick), é uma estudante rebelde e incomum que é obrigada a estudar na faculdade onde o seu pai é professor. Na nova faculdade, Beca descobre a sua voz no grupo The Barden Bellas, formado por raparigas, que apenas têm em comum o fato de cantarem bem quando estão juntas e que é liderado pela Aubrey Posen (Anna Camp), que todos os anos tenta vencer o Campeonato Regional de Música, sem sucesso. Agora com a ajuda de Beca, que leva o grupo para fora do seu mundo de arranjos tradicionais e harmonias perfeitas, elas irão levar as cordas vocais ao limite para chegar ao topo do canto acappella e vencer o campeonato regional com um toque de ousadia e talento.


Qual é o vosso preferido?