3 de maio de 2017

Wishlist | Luxury Bags (Chanel, Hermès, Louis Vuitton, Dior, ...)

Olá! Hoje trago-vos a primeira wishlist da série que estou a preparar e na qual vos mostro itens nos quais realmente quero investir. Resolvi começar por malas de luxo porque desde que me lembro de ser gente que adoro malas, e desde que me comecei a interessar por moda, que há várias que me chamaram a atenção e que espero um dia chamar de minhas. 

Porquê esta coisa com as malas de luxo? Não sei mas acho que é por ser algo mais fácil de passar de geração em geração, por exemplo a filhas/netas, do que roupa ou sapatos. E porque na minha cabeça faz mais sentido eu comprar acessórios de marca do que roupa dessas mesmas marcas.

Hermès Kelly || Givenchy Antigona || Louis Vuitton Neverfull || Louis Vuitton Chain Louise || Chanel Boy (new medium) || Chanel Classic Flap (small) || Gucci Soho Leather Disco || Dior Lady Dior || Céline Classic Box || Céline Luggage Phantom (Nano)

Espero que tenham gostado. E vocês acham que faz mais sentido gastar dinheiro em roupa ou em acessórios de luxo? Preferem malas ou sapatos? Qual das malas que me interessam também gostavam de ter?
Beijinhos e até à próxima.

26 de abril de 2017

LookdaMoca #3 | New York Love At 1st Sight


Estou de volta com os posts de looks! O de hoje é bastante simples, casual e confortável, mas é uma reflexão do meu 'go to outfit', e funciona tanto durante a primavera como durante o verão.

As fotos foram tiradas num túnel que existe perto da minha casa e foram as primeiras que tirei com a DSLR, mas acho que ficaram bastante boas para a primeira vez a usar a câmara e a fotógrafa foi a minha prima Marta, por isso: Obrigada!




T-shirt: MO
Calças: Primark
Sandálias: In Shoes
Choker: @ba.la.labiju
Relógio: Calypso
Mala: Rodier
Espero que tenham gostado. O que acharam das fotos? Vou confessar que a minha preferida é a segunda.  E, quantos looks estão preparadas para ver fotografados neste sítio? Porque eu estou a pensar em vários...
Beijinhos e até à próxima.

24 de abril de 2017

Maquilha e Fala #1 | Ausência, Câmara Nova, Cães e Aleatoriedades

Olá! Hoje trago-vos o meu primeiro maquilha e fala, que eu sinto que precisa de um nome personalizado, por isso se tiverem sugestões deixem nos comentários.

Maquilha

Por ser o primeiro ou porque eu gosto imenso de falar, o vídeo ficou um bocadinho longo, mas inicialmente tinha uma hora, portanto acho que fiz um bom trabalho na edição. Falando em edição, este foi o primeiro vídeo que editei com o Vegas Pro 14 (anteriormente usava o Filmora) e até achei o programa intuitivo.

Neste vídeo falei-vos da minha ausência do blog e do canal, da minha câmara nova, dos meus cães (e do meu medo deles), da batalha Instragram Stories vs Snapchat e de outras coisas aleatórias. Como ao longo do vídeo não vos disse quais os produtos que utilizei, resolvi fotografá-los.


Maquilha
Maquilha
Maquilha
Maquilha

Espero que tenham gostado do vídeo, que apesar de fazer parte de um conjunto de primeiras vezes, acho que ficou decente. E, se tiverem cães estão à vontade para deixar dicas para os treinar, a sério!
Beijinhos e até à próxima.

19 de abril de 2017

Update | Um mês depois, o que muda?

Olá!!!!! Estou de volta e desta vez acho que é mesmo para ficar. Passaram praticamente 30 dias desde a minha última publicação por aqui e, para ser sincera, o meu regresso ia acontecer com o vídeo que estava a editar até à cinco minutos atrás e que me inspirou para escrever isto, pois achei que devia aprofundar algumas coisas que digo no vídeo e porque um bocadinho de espontaneidade é sempre bom.

Então, por onde começo? Pelo início é sempre a melhor opção, não é? 

Este meu desaparecimento do blog não foi algo que planeei, mas é algo que agora sei que precisava de acontecer, porque eu dei por mim a produzir conteúdo só por produzir. Tudo isto se tinha tornado um fardo na minha cabeça: o que ia escrever, o que não ia escrever, o que tinha de fotografar, quando ia publicar, etc. E agora sei que esta pausa era algo que ia acontecer mais cedo ou mais tarde, porque eu estava a tornar-me cada vez mais irregular com o meu próprio horário de publicação até que simplesmente deixei de publicar o que quer que fosse.

Durante este tempo, mesmo que involuntariamente pensei bastante no rumo que quero dar a este meu cantinho de que tanto gosto e acho que já sei o que quero e o que não quero fazer com ele.

Não Quero... mudar o nome do blog, apesar de (Spoiler Alert!) eu dizer que estou a pensar fazer isso no próximo vídeo que vai sair no canal.
Quero... mudar o design: tipos de letra, cores, header, tema, etc, porque não me sinto satisfeita com a forma como está agora. Mas a mudança só deve acontecer no verão, porque será a única altura em que terei tempo para o fazer.
Quero... mudar o nome de algumas rubricas, ressuscitar outras e enterrar gradualmente outras com que já não me identifico.
Quero... publicar mais textos originais e mais reviews de filmes, séries e livros.
Quero... gravar mais vídeos.
Quero... publicar conteúdo em inglês.
Quero... fazer mais diários de viagem.
Não Quero... voltar a desrespeitar o meu horário de publicação, que para quem não sabe é às quartas e domingos às 18h.
Acima de tudo, Quero... sentir-me feliz com o que faço por aqui e fazê-lo durante mais algum tempo.

Espero que tenham gostado e que me tenha feito entender. E vocês, também já passaram por uma fase semelhante a esta? Como a ultrapassaram e quanto tempo demoraram para o fazer?
Beijinhos e até à próxima.

22 de março de 2017

Livros | Harry Potter and The Cursed Child


Depois de muito adiar (sinceramente, nem sei porquê), hoje venho falar-vos do livro Harry Potter and the Cursed Child (em português, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada). O livro corresponde ao texto da peça de teatro com o mesmo nome, em exibição no Palace Theatre, em Londres e foi escrito pela J.K. Rowling, pelo John Tiffany e pelo Jack Thorne. Eu tenho a edição em inglês, capa dura, publicada pela Little, Brown e que comprei no Continente por cerca de 22€, quando foi lançado.



Sou Potterhead desde o 8º ano, por influência de um amigo e este foi o primeiro livro da saga que li, porque ainda não encontrei a edição ideal para ler e ter na estante de forma bonita (manias da minha cabeça). Mas os filmes vejo sempre que posso e o flashforward do último, sempre me deixou curiosa e com a cabeça a imaginar mil e uma possibilidades de continuação para a história. Como Potterhead que sou, juntei-me ao Pottermore, assim que foi lançado, como Ravenclaw e agora, no novo site, como Slytherin. Quem diria que o facto de amadurecer me faria mudar de casa?



Então, para quem não sabe, a história começa 19 anos depois do fim de Harry Potter e os Talismãs da Morte e tem como protagonistas Albus Severus Potter e Scorpius Malfoy, filhos de Harry Potter e Draco Malfoy, respectivamente, que pretendem voltar atrás no tempo, utilizando um Time Turner, para salvar o Cedric Diggory, que tinha sido morto pelo Lord Voldmort, durante o Torneio dos Três Feiticeiros. O problema é que o facto de o salvarem terá consequências graves no futuro, tantos para eles como para aqueles que os rodeiam: personagens que conhecemos e adoramos morrem ou sobrevivem (depende da perspectiva) e outros nem chegam a nascer. Os cenários alternativos são definitivamente péssimos e eu odiaria que se tornassem realidade, mas, por outro lado, achei que tem uma certa piada vermos o outro lado da moeda.




A minha opinião final sobre o livro é definitivamente positiva. Adorei lê-lo e acho que o facto de estar escrito como texto dramático não atrapalha em nada a leitura e a descrição dos cenários ou das personagens, muito pelo contrário só enriquece a experiência. Uma das minhas coisas favoritas foi ver um Potter em Slytherin, especialmente um que se torna melhor amigo de um Malfoy, pois sempre achei que essa era uma dinâmica interessante. Algo que depois também vemos com a relação entre o Harry e o Draco a evoluir para algo mais cordial e amistoso. Juro que sempre senti que o Draco e o Harry poderiam ser amigos e, com esta história, senti que estava um passo mais próxima dessa realidade. E, não sei se é o meu coração de Slytherin a falar ou não, mas acho que a minha personagem favorita em todo o livro é o Scorpius (na minha cabeça ele é super fofinho).

Espero que tenham gostado. Gostam de Harry Potter? Já leram o livro? Se sim, o que acharam? E qual é a vossa personagem preferida de todo o Wizarding World? Conseguem escolher?
Beijinhos e até à próxima.